Entrevista com Marcus Vinicius Farret Coelho, autor de a “O Engenheiro-poeta”

Nesta entrevista, Marcus Vinicius Farret Coelho fala sobre o seu livro de estreia O Engenheiro-poeta.

Marcus Vinicius Farret Coelho é natural de Santa Maria – RS. É Engenheiro Químico e professor do Instituto Federal Sul-Riograndense. Dedicado aos números e as letras, uma confusão criativa. Pela poesia, enxerga o mundo como engenheiro, que tenta fazer as pessoas navegarem pelos mares das emoções. Nestas poesias, mostra como seus olhos veem o mundo, as pessoas e seus amores.


Editora Polifonia (EP) – O que motivou a escolha do título do livro, “O Engenheiro-poeta”?

Marcus Vinicius – Dentro de mim, há uma simbiose entre os números e as palavras, entre as exatas e as humanas, entre a emoção e os cálculos. Foco minha vida na lógica dos números e na subjetividade do ser humano. Assim é o Engenheiro-poeta.

Editora Polifonia (EP) – Seu livro é uma coletânea de poesias que você escreveu ao longo de sua vida. Desde quando você escreve?


Marcus Vinicius – Eu escrevo desde os 18 anos.


EP – Você aborda em suas poesias diversas temáticas, algumas mais sociais e filosóficas, presentes na primeira parte do livro, intitulada “Ontem meus olhos choraram” e outras mais introspectivas e românticas, presentes na segunda parte, “Quando encontro os teus olhos”. Você pode nos contar como você transita entre as duas temáticas?
Marcus Vinicius – Tento observar o cotidiano com uma lupa poética, portanto sou cúmplice das suas angústias, dos desejos, dos medos, das injustiças sociais, etc O amor permeia no meu caminho num romantismo sem fim. Nas poesias tento deixar claro estes sentimentos, com a profundidade que os dois temas merecem.


EP – Você pode nos contar um pouco sobre o seu processo de escrita e sobre quais suas inspirações?

Marcus Vinicius – As poesias aparecem em momentos diversos, dirigindo um carro, escutando uma música. Sou muito reflexivo, em relação à vida no geral. Portanto, as poesias se constroem dentro dessa atmosfera. A intuição e a sensibilidade andam juntas, me fazem desabafar minhas emoções. A partir daí, escrevo direto, quase sem pausa. Depois releio, para dar uma lapidada do texto. Algo que sou muito meticuloso, é como finalizar a poesia.


EP – Você pode nos contar sobre a experiência de ter editado o livro conosco?

Marcus Vinicius – Foi uma enorme satisfação ter publicado as poesias, para que as pessoas possam conhecer a forma como enxergo o mundo e sentir minhas introspecções. A Polifonia é uma editora muito profissional, cumprindo todas as etapas do processo de confecção do livro de maneira muito correta.


EP – Onde é possível adquirir seu livro?

Marcus Vinicius – O livro pode ser adquirido no site da Amazon, no site da Editora e comigo, pelo e-mail marcusfarret@gmail.com

Inscreva-se para receber notícias sobre chamadas, entrevistas, resenhas e concursos em sua caixa de entrada, todos os meses.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.